domingo, 30 de novembro de 2014

Como reagirá O NOVO VOCÊ neste período de Festas?

Por Brenda Hoffman



Queridos,

Talvez vocês tenham muitas lembranças – boas e más – deste período de festas familiares. Como reagirá o novo vocês nestas próximas semanas?

Vão querer estar rodeados daqueles a quem amam? Vão preferir estar sós? Aceitarão o quê seus amigos e família queiram criar? Ou criarão suas novas tradições festivas? Todas estas perguntas apontam para sua discordância com o que deveria ou não acontecer em seu coração durante este período. E para os medos dos Natais e outras festividades passadas.

Sua sociedade os treinou para criar sentimentos que podem ou não sentir. O amor está no ar – o amor criado pela sociedade para este período. Embora vocês sejam um novo ser com novas crenças, as ações que a sociedade exige de vocês são, para muitos, difíceis de se ignorar. 

É como se o mundo conspirasse para insistir em que abram o coração por umas horas numa data específica.

Seu coração já não funciona como no passado. Podem sentir grande amor por um amigo, familiar ou comunidade que se baseiam nas celebrações. Mas também podem sentir pouco ou nada – e se preocupar com a consequência disto.

Quando reveem seus padrões de crenças, frequentemente mudam suas percepções para que se encaixem melhor no novo vocês. Mas o novo vocês provavelmente tenha dificuldades em apagar as expectativas de temores quando se está rodeado por aqueles que insistem em experimentar uma atividade tal como se exige. 

Vocês já não estão dentro da norma.

Mas, também não estão fortemente envolvidos em seu novo ser para poder deixar de lado as expectativas da sociedade com facilidade – incluindo novos amigos terrenos. Não querem, em sua maioria e de forma independente da etapa terrena em que estes amigos estejam, continuar desejando-lhes boas festas, preparando comidas especiais e trocando presentes? Isso Indica que um dia ou dias do ano civil - um calendário criado pelo mundo 3D – tenha significado para o novo você.

Realmente este período pode ter significado, mas um pouco diferente do passado – incluindo a cura ou desconhecimento de feridas familiares, criar novos rituais ou retomar rituais. Vocês não podem ser um novo ser e continuar com os mesmos rituais, com os mesmos sentimentos do passado. 

Não se surpreendam, confundam ou machuquem a si mesmos se sentem pouco ou nada. Se os rituais passados de alguma forma parecem aborrecidos – têm significado diferente. Vocês são um novo ser com novas necessidades.

Estas mudanças não convertem vocês numa má pessoa ou numa pessoa indiferente, simplesmente numa pessoa diferente. Uma entidade que estão aprendendo a amar com todo seu ser – permitindo-se ser do modo que se sintam bem, neste período. Isto significa vocês deixarem de participar de uma reunião familiar ou com amigos ou de estar aborrecidos com algo que antes preenchia seu coração? Sim. Você é o novo você.

Talvez retomem rituais para determinar se eles são parte de seu novo ser ou partes que já não deseja manter. 

Permita-se experimentar o que o seu ser quer experimentar. 

O que é certo para você? Isso é o que experimentarão nestas festividades. 

Devem compartilhar suas experiências ou sentimentos com os demais? Devem dizer aos 'que não sabem' como são ridículas as celebrações criadas pelos humanos, mas não necessariamente sentidas por elas? É claro que não. Este é o Novo VOCÊ – não o do outro. Talvez seu melhor amigo encontrará alegria em rituais que vocês ignoram. Talvez seu coração se abrirá num dia específico, já que a sociedade reforça o amor durante este período.   

Não importa o que sintam ou não os outros. Tudo o que importa é que vocês conheçam o que sentem/desejam experimentar.

Talvez queiram experimentar algo totalmente diferente no próximo período de festas. Isto é está bem e é bom. Não há regras nesta transição – que não seja aprender a amar-se a si mesmos e a expressar esse amor com seu farol de luz.

Esta é uma transição fácil, se assim o desejam. Os 'deveria' são mínimos. Amem, sintam saudade, ignorem ou neguem sua família terrena se assim o desejam. Ignorem, glorifiquem ou neguem esta estação festiva.

Este período não é religioso ou social, é uma estação pessoal de alegria. O que lhes dá alegria é seu único guia. Não o que diz a mídia que sentir. Ou o que sua cultura lhes diz que devem celebrar. Ou como sua família dita suas celebrações.

Esta é sua estação festiva pessoal, estação criada por você, para você e que e evolui rapidamente à medida em que o novo você domina a totalidade de seu ser terreno.

Como reagirá a sociedade a este rebelde em vocês – se é assim que vocês escolheram reagir a este período? Não importa porque toda a nova terra é a nova terra. Alguns fazem brilhar seus faróis de luz. Alguns se preparam para fazê-lo. E alguns rejeitam ou temem fazê-lo por razões que  vocês nunca entenderão. Não importa porque, embora todos sejam um, vocês tem um papel específico a desempenhar.

Pensem em si mesmos como uma célula de cabelo e em sua família como uma célula de unha. Se suas unham caem, por que cortar os cabelos? Ou os grupos de células funcionam como entidades únicas até que seu ser lhe envie uma mensagem contrária que afeta todo seu corpo físico? É desta mesma forma que este e os períodos festivos seguintes são aventuras únicas de auto exploração – não diferentes da escolha de um novo penteado.    

Talvez o preocupe que sua família ou amigos não o aceitem. Pode ser – especialmente durante este período, mas isso não deve preocupá-lo. Porque eles não têm indicada a tarefa de aprender como amar vocês – vocês sim.

Assim que se permitam ser em sua totalidade – o que com frequência é mais fácil nos períodos não festivos que nestes dias e momentos de expectativas sociais. 


Assim seja. Amém. Amém.

Derechos de autor © 2009-2014. Brenda Hoffman. Todos los derechos reservados:www.LifeTapestryCreations.com. Pueden compartir este contenido con los demás – colocarlo en su blog, añadirlo a su boletín, etc., pero mantengan la integridad de este artículo incluyendo a la autora/canalizadora Brenda Hoffman y al sitio web:www.LifeTapestryCreations.com. 

Tradução Portugues: Jana de Paula
Traducción Español: Fara González

Difusión: El Manantial del Caduceo

Estos y otros artículos de interés pueden ser descargados en archivo Word desde el sitio creado en http://www.manantialcaduceo.com.ar/libros.htm  para ARTÍCULOS DE INTERÉS

Para recibir los mensajes en tu bandeja de correo suscríbete enhttp://www.egrupos.net/grupo/laeradelahora
El Manantial del Caduceo en La Era del Ahora
El Manantial del Caduceo agradece a las personas que comparten y distribuyen estos mensajes tal cual se publican, con todos los créditos correspondientes, pues así reflejan su propia transparencia al difundir la luz. Lamentablemente, otras personas no actúan de esa manera y modifican o eliminan los créditos, impidiendo así que sus propios lectores tengan acceso a los sitios donde podrían encontrar mayor información. Vale la pena recordar que todos los sitios individuales que hospeda El Manantial del Caduceo han sido autorizados por los respectivos canalizadores/autores y contienen todo el material con sus traducciones autorizadas.

Estamos en una nueva energía, creando un mundo nuevo. Seamos conscientes de nuestras elecciones. ¿Queremos seguir creando competencias y desazón? ¿O preferimos la colaboración e integridad? Por favor, honremos la labor de cada persona que hace su parte para que nos lleguen estos mensajes, respetando la totalidad de los créditos. Gracias.

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Seis maneiras de não apenas sobreviver, mas prosperar com Mercúrio Retrógrado

Por Jocelyn Daher


Se você é da comunidade espiritual, então está familiarizado com a temida nuvem de tempestade que paira sobre a previsão astrológica chamada Mercúrio Retrógrado. Se você está lendo este artigo, está ainda mais familiarizado com o conselho chave: Não fale com ninguém, não faça acordos ou assine contratos e assegure-se de não comprar nada significativo!

Todos aqui, rapidamente! Rastejem para dentro de sua caverna mental e não saiam daí até que esta influência passe! Bem, isso seria  ótimo se nós realmente ainda vivêssemos numa tribo e as estruturas modernas da sociedade não fossem tão relevantes. Mas, todos estes avisos fanáticos ainda são mesmo válidos? Devemos caminhar cautelosos diante do perigo iminente do sinistro Mercúrio Retrógrado, que apenas espera para nos levar?

Antes de mais nada, falemos um pouco sobre o que é mesmo Mercúrio em retrogradação. Mercúrio fica retrógrado quando este planeta passa entre a Terra e o Sol e, nesta passagem, parece girar para trás. Pelo fato de a órbita de Mercúrio ser de cerca de 84 dias, isto ocorre três vezes por ano. Embora sua retrogradação típica seja de 22 dias, há a 'entrada' de um período de tempo, no começo e no final deste período, de duas a três semanas, em que as influências como que ecoam. Ou seja, as influências podem ser sentidas cerca de uma semana antes e outra depois do posicionamento planetário real.

Então, por que sentimos Mercúrio tão intensamente? Mercúrio tem um enorme núcleo feito quase completamente de ferro, segundo a conclusão dos astrônomos. Como único planeta que contém tamanha quantidade deste metal em nosso Sistema Solar, ao passar tão próximo entre a Terra e o Sol, ele como se transforma num imenso imã, carregando as polaridades que se encontram aí. Embora não tenha sido provado pela ciência, eu posso afirmar que é isto que causa um pouco de disfunção na tecnologia durante este tempo. Isto para não mencionar um nível mais profundo, que também afeta o cérebro humano, já que a Mãe Terra e nosso sistema nervoso estão interligados com propriedades eletromagnéticas.

Estas influências no reino espiritual abrem o que é conhecido como uma sombra ou período yin. Não é um período de sombra no sentido de negatividade, embora o ocidental comum que não entende estas qualidades, possa classificá-lo assim, daí porque tanto alvoroço sobre Mercúrio Retrógrado. Estes princípios energéticos podem ser vistos em toda a vida e eu os chamo de respiração galáctica. Tudo na vida tem um fluxo e refluxo, uma inalação e uma exalação. Talvez você esteja mais familiarizado com a metáfora do yin & yang.  Mercúrio Retrógrado é mencionado como o yin. É tempo de relaxar, repousar, contemplar e reunir aquilo que, de outra forma,  não seria informação acessível do reino do além. Trata-se de purificar seu cálice diminuindo o ritmo, mas, também, ouvindo o que o universo gostaria que você fizesse a seguir.

Mercúrio Retrógrado, se utilizado com propriedade, pode ser uma espécie de ferramenta extra sensorial para se contatar e conectar com os passos a dar a seguir no caminho ou para obter esta peça escondida do quebra-cabeça que você está tentando encontrar. 

Para pintar um quadro do que esta influência se parece, eu vou comparar isso a beber Ayahuasca. Ayahuasca é uma planta psicodélica extremamente potente, usada pelos antigos para purificar o corpo e o espírito, mas também para ser a ligação com o espírito do mundo dos Xamãs e curadores há milhares de anos. Nestas cerimônias tradicionais, o Xamã, na maioria das vezes, iria pedir a você para não se comunicar com outros, mas apenas experimentar o que a beberagem iria mostrar a você. Esta influência está na mesma estrutura. Excita alguns períodos de caos absoluto aos quais você tem que, literalmente, se render para observar e adquirir a lição e, o mais importante, a limpeza.

Agora que eu ofereci alguma essência para se mastigar, para obter um pouco da energia do que se trata esse período, vou compartilhar com vocês ferramentas que tenho observado serem benéficas na exaltação dessas energias, de forma a criar uma influência planetária prazenteira para vocês.

Seis Maneiras de Prosperar com Mercúrio Retrógrado

1 - Sim, infelizmente, isto ainda permanece: Não assine nada, Não Compre. Quer dizer, se puder evitar. Estou falando de grandes compras. Comprar uma casa, um sistema tecnológico, um carro ou assinar um acordo importante. O problema é que, se você assina ou compra algo com Mercúrio Retrógrado ou próximo da retrogradação, é provável que algo se inverta a si mesmo graças à conexão com Mercúrio girando para trás. Ou você irá aprender algo que você desejava ter sabido antes. Do momento em que vivemos num mundo onde não podemos planejar tudo, há questões a saber quando você tem uma data de conclusão de compra durante Mercúrio retrógrado, se tem que começar um novo emprego ou se precisa absolutamente adquirir um novo carro. Se a situação envolve somas significativas de dinheiro e/ou compromisso real, pode ser uma boa ideia consultar um astrólogo sobre o quanto Mercúrio retrógrado afeta sua personalidade e como remediar a situação. (Inclusive sugiro uma astróloga que é uma grande amiga minha e que é MUITO talentosa na leitura e treinamento sobre Mercúrio Retrógrado no final deste artigo, para quem precisar disso).

2 - A verdade vem à tona quando Mercúrio muda, seja no movimento retrógrado ou direto. Visto que esta é uma energia adivinhação, tem um meio de limpeza e exposição das verdades subjacentes e inconscientes das situações. Na maioria das vezes, você vai ver este tipo de grande revelação de informações assim que Mercúrio sair da influência da  retrogradação ou imediatamente antes de ficar retrógrado. Esta é uma das principais razões de você esperar antes de assinar ou comprar algo. Mercúrio Retrógrado é um cadinho da sorte, a ideia de que, se você combina elementos num espaço confinado e os coloca sob pressão e calor, os elementos se transformam. Para o melhor ou o pior, o universo irá trazer a você a verdade da cada situação. Embora às vezes possa parecer intenso, com as perspectivas certas isso pode ser as tão esperadas peças perdidas do quebra-cabeça sobre uma questão que você tem ansiado resolver de um problema que não quer ir embora.

3 - Se um item da comunicação está perdido, não pense que você está sendo ignorado. Durante essa influência isso não será mais do que o risco de seu e-mail parar no filtro de spam ou ter erros genéricos. É melhor, durante este período, ser gracioso e paciente, dando às pessoas o benefício da dúvida. Assegure-se se a pessoa recebeu a mensagem ou e-mail enviado por você. Especificamente, se eles não responderem imediatamente, durante esta influência, é porque podem, simplesmente, estar sobrecarregados, já que o globo inteiro está experimentando dificuldades técnicas e apenas não entendem como lidar com a mudança de energia atual. Assegure-se de enviar uma mensagem amigável para conferir se eles receberam sua mensagem. Na dúvida, tente, tente de novo e mantenha a calma.

4 - Procure a comunicação cara a cara para evitar má interpretação. A comunicação em geral pode estar um pouco frouxa, neste momento, é mais ou menos como tentar falar com alguém quando você está meio adormecido. Portanto, este seria o momento de evitar mensagens de texto e tentar fazer a comunicação cara a cara (incluindo o telefone) o máximo possível. Pode-se perder muita coisa ao se expressar com mensagens de texto, pelo fato de não se ouvir a emoção na voz de alguém. Você ficará surpreso como isso pode ser eficaz durante este tempo. Se você absolutamente tiver que escrever a alguém, tenha tempo para reler e sentir se todos os pontos que você está tentando se comunicar são explicados de uma forma eficaz.

5 - Lembre-se que é um período de descanso e rejuvenescimento. Mercúrio retrógrado não é o momento de cobrar o ir adiante, sem rumo, em direção ao objetivo que você estava perseguindo ativamente antes desta influência começar. Se você sair com essa energia, você vai se sentir como se estivesse batendo com a cabeça contra a parede ou tentando nadar rio acima, ouça este feedback. Você pode manter a bola rolando, mas não no sentido tradicional da sociedade. Este é o melhor momento para explorar seu espaço de ideias e paixões mentalmente para tratar dos detalhes do que você já fez, em termos físicos; e fazer da abordagem aos aspectos mentais e espirituais com habilidade, uma prioridade. É também um tempo para limpar e um tempo de inatividade a dar-se a si mesmo pelo trabalho duro feito nas energias yang em ação, acomodando as energias que ocorreram antes do atual período. Isto pode ser uma pílula difícil de engolir numa sociedade baseada na produção, mas se você olhar para o quadro maior da natureza e as leis do universo, todos os seres têm períodos de crescimento e, em seguida, de descanso. Esteja consciente de suas atividades durante este tempo. Tome um tempo para pensar no que você diz aos outros e, sobretudo, em como tem sido o tratamento que se dá a si mesmo. Em caso de dúvida, se renda e deixe ir.

6 - Por último, lembre-se que o tempo de sombra é um sonho desperto. Os períodos de sombra, ou períodos yin, podem amplificar suas emoções como uma lente de aumento cósmica. Por isso, durante este período de tempo, as situações podem parecer dez vezes piores ou, talvez, você vai interpretar mal o que alguém está dizendo, porque está projetando suas sombras ou inseguranças em outrem e o universo está mostrando como você irá encontrar a solução que você está supondo que precisa aprender. Esteja consciente disso e realmente tome um tempo para estar no agora e processar toda a informação, antes de agir.

Se apenas lembrar que este pode ser um tempo de cura e grandes revelações, você sairá de todo este período de Mercúrio Retrógrado como um xamã ou curador de sua própria vida. Você poderá se aparelhar para esta energia de reflexão e transformação para compartilhar conhecimento com os outros. Você também estará apto a adotar as lições e verdades que aprendeu, para colher os frutos de seu labor quando as energias yang retornarem na volta de Mercúrio ao movimento direto.

Caso alguém queira saber mais sobre estas específicas influências planetárias e como elas se relacionam com Mercúrio Retrógrado, sinta-se livre para entrar em contato no website: http://www.katheizzo.com/ Para os outros, eu desejo que este artigo possa prover alguma luz no frequentemente mal interpretado Mercúrio Retrógrado.

Se você quiser saber mais sobre como eu recebi esta informação, assista a esse vídeo:
What an Obsidian Pyramid and The Red Moon Taught Me - YouTube
https://www.youtube.com/watch?v=qxPuIjd__l4

Será que essas dicas podem ajudar você nesta influência? Quais são os seus truques para ajudá-lo a aproveitar a energia positiva dentro desta poderosa influência?

Olá a todos, meu nome é Jocelyn Daher e eu sou membro da equipe e escritora de Spirit Science. Tenho sido uma alquimista na cura de ervas desde que eu era grande o suficiente para fingir ser a equivalente feminina do Dr. Quinn Medicine. No momento, estudo mapas astrológicos, bem como a forma como a astrologia diz respeito aos eventos atuais. Fui assistente de quiropraxia por dois anos e, durante esse período, recebi minha certificação de professora de yoga, que agora eu uso como um marco, mas adquiri alguma informação pura sobre como dirigir e jogar com a energia em meu corpo. Vejo cada pessoa como uma extensão da minha família. Minha paixão é lembrar à humanidade a amar, na esperança de inflamar a memória que você está, de fato, numa forma de caminhada da realização da perfeição universal!

Fonte:  The Spirit Science Net

Tradução para o Português: Jana de Paula


quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Compaixão Paciente e Paciência Compassiva


[Aspectos Astrológicos de Outubro de 2014]


Por Sarah Varcas*



Começamos outubro com Urano e Quíron ressaltando a necessidade de encontrar novas formas de acomodar e de curar as feridas a nível pessoal e coletivo. Eles têm trabalhado juntos neste tema desde junho, nos mostrando simultaneamente onde estamos mais feridos e oferecendo ferramentas para avançar o processo de cura e a encarnação da totalidade.

A primeira semana de outubro se desenvolve contra a tela de fundo de uma quadratura entre Marte e Quíron, que nos recorda que o imperativo de curar vem em par com a responsabilidade de fazê-lo não para nossa ganância pessoal, mas finalmente para trazer o coletivo de volta a um estado de equilíbrio.

A cura que ocorre em nossas mentes e corações, frutificando em nossas próprias vidas, é simplesmente um pequeno microcosmos do reequilíbrio requerido na consciência coletiva, a qual cada um de nós acrescenta nossa própria ressonância. Em troca de nossa contribuição, recebemos a ressonância da totalidade para impulsionar nossa viagem adiante. Portanto, interessa a todos assegurar que nosso oferecimento venha de um coração pacífico e de uma mente desperta.  

Ouviremos sobre a cura durante estes dias, mas muito menos a respeito de acomodar as feridas: permitindo que permaneçam ali, sem necessidade de eliminá-las. Esta disposição de reconhecer a presença do sofrimento, refreando a necessidade de interferir é um tema poderoso no começo deste mês. Não falamos aqui sobre apatia ou perda de esperança tal que acreditamos nunca sermos capazes de mudar o mundo, ou que isso já esteja aí. Ao invés disso, os céus apontam a necessidade da paciência compassiva que nos permite, e aos demais, ser imperfeitos, sentir dor, lutar sem necessidade de intervir para que as coisas saiam 'bem'. Eles nos recordam que 'bem' é o que quer que seja no momento, não uma visão particular da vida que preferimos.

Se nos encontramos sofrendo na primeira semana de outubro, seja física, emocional, mental ou espiritualmente, o maior erro que podemos cometer é assumir que isto significa que há algo que está mal ou que não fomos 'tão longe' como pensamos. Agora é o momento de abandonar todo este tipo de julgamentos e simplesmente acomodar a dor durante um tempo. Convidem-na. Escutem-na como se fosse uma criança pequena que tem algo muito importante a dizer. Abram espaço para a dor e, então, sejam justos. Este é o melhor conselho para a primeira semana de outubro, porque se de pudermos fazer isso, contribuiremos para uma onda crescente de compaixão paciente e de paciência compassiva que reconhece que a vida é intensamente complexa, como nós mesmos, e a cura leva tempo.

Somos seres de múltiplas camadas e todo tipo de elementos ao longo do tempo e do espaço devem se alinhar de uma forma curativa, para que cada camada possa se transformar e mudar. A aplicação da astrologia ensina isso a cada dia: que estamos num processo com configuração e ciclo próprios. Nossa responsabilidade é honrar os ciclos, não tratar de fugir deles; de trabalhar conscientemente com eles, de maneira a maximizar o potencial de cada momento. Querer curar AGORA, quando o ciclo diz que esperem um pouco e sejam bondosos com a dor… é apenas mais sofrimento. É tempo de entender que não estamos aqui para tomar decisões, mas para vivê-las. Há uma diferença...   
  
A 4 de outubro GMT, Mercúrio começa seu ciclo retrógrado, que continua até que retome movimento direto, a 25 de outubro. Ao fazê-lo, nos alerta de fatos que podemos não ter percebido, recentemente; de alguma coisa que é peça vital do quebra-cabeça. Em nosso desejo de 'progredir', podemos passar facilmente por cima do obstáculo que nos afetará em seu momento, se não o superarmos agora. Ao ficar retrógrado neste ponto, Mercúrio pisa no freio durante um tempo e nos exorta a dar uma olhada para trás, para onde estivemos recentemente, para ver sobre o que podíamos ter passado desapercebidos, consciente ou inconscientemente. Podemos ter-nos dito a nós mesmos que fosse o que fosse não importaria e que se o ignorássemos desapareceria; ou talvez nem estivéssemos conscientes de que o separamos do todo; mas, ao nos unir à retrogradação de Mercúrio, temos a oportunidade de dar uma olhada refrescada ao passado recente, para ver o que pede nossa atenção.

Notem especialmente reações emocionais como estas: Algo os amedrontou, mas disseram a si mesmos que era uma tolice? Tiveram um sentimento a respeito de algo, positivo ou negativo, mas o deixaram de lado? Deixaram escapar uma oportunidade quando cada fibra de seu corpo estava gritando 'sim'! porque sua mente disse 'oh não, é muito arriscado'? Ou talvez assumiram um risco sem escutar o alerta de seu coração que lhes sussurrava 'ainda não, espera'...

A boa notícia é que qualquer coisa que Mercúrio queira que vejamos agora, será feito, porque não é tarde demais para fazer as coisas de maneira diferente. Esta é nossa oportunidade para revisitar e reconfigurar o que seja necessário. E dado o tema atual da paciência, essa reconfiguração pode tomar a forma de simplesmente esperar, tranquilamente, alerta mas serenos, por um tempo que conduza à reformulação de nossos planos de uma forma melhor. 

Entre 4 e 8 de outubro encontramos um Grande Trino em Fogo que incendeia os céus e nossos espíritos. Podemos reclamar seu fogo como nosso ao embarcarmos num mês que tem muito que ensinar a respeito da oportunidade: a nossa, a divina e todo o resto! Com o fogo, vem a inspiração e o otimismo. Armazenar estas qualidades não nos fará mal e fazer um rápido inventário das forças internas que dispomos para nos manter na viagem adiante é fazer bom uso desta energia. No entanto, também traz impaciência, excesso de confiança e pouco apreço pelas leis naturais que dizem que se pulam num abismo sem asas, cairão; e se entram no fogo sem proteção, se queimarão. Assim que o equilíbrio em todas as coisas é necessário aqui, para obter os benefícios do fogo sem as consequências de desrespeitá-lo!   

A 8 de outubro ocorre um eclipse total da lua em Áries, às 10.56 AM GMT. Com a Lua em conjunção com Urano haverá liberação e despertar, surpresas e comoções. Os sentimentos podem estar em ascensão, mas uma aliança positiva entre Marte e Júpiter nos oferece esperança e leveza para atravessar as ondas, nos recordando que a alquimia requer altas temperaturas para que ocorra! Se sentem-se como dentro de um forno neste momento, saibam que os céus estão enfocando seu poder em vocês, não para derretê-los e nem para reformá-los, mas para eliminar a escoria e para que se possam revelar os belos presentes da vida.

No entanto, apesar da presença de Urano, mestre das surpresas e da rápida mudança, os frutos deste eclipse levaram tempo para amadurecer, fazendo com que os processos que agora se disparam, culminem em março de 2015,  o que é mais uma boa razão para abraçar a mensagem de paciência compartilhada no começo deste mês! Tudo chega para quem espera e, embora este eclipse brinde algum impulso inesperado, não veremos seus resultados plenamente por algum tempo; assim é bom que se assegurem de não julgar o valor do mesmo demasiado cedo.  Falta muito a ser revelado em seu momento próprio.

Nos dias seguintes ao eclipse, entrarão algumas energias de um ritmo superior, com o Sol, Marte, Júpiter e o Nódulo Norte alinhados, para nos recordar que o compromisso e a fé têm muita participação, quando enfrentamos os obstáculos e os desafios. Eles não falam de fé cega e de esperanças vãs, mas de uma profunda fé nascida de alguém que já enfrentou obstáculos antes, que palmilhou o caminho do despertar durante um período e que conhece seus altos e baixos, armadilhas e bençãos. Eles falam de saber que as soluções rápidas não são soluções e que envolver-se em profundidade no processo da transformação interna e externa nos ensina muito a respeito da natureza do tempo e do espaço e dos ciclos da vida aos quais todos estamos sujeitos. Eles nos recordam que nossas próprias vidas não meras manchinhas dentro deste universo vasto e infinito e que abraçar esta perspectiva maior pode conseguir milagres a favor de nossa capacidade de enfrentar os aspectos mais difíceis e incorporar suas grandes bençãos, em seu devido momento.

De fato, neste tempo, os céus apontam não apenas para nossas pequenas vidas mas também para a vastidão na qual vivemos, nos recordando que as frutas do momento atual podem nos esperar em reinos e dimensões ainda não reveladas. A paciência, de novo, é a palavra de ordem agora.
   
No entanto, esta ênfase na paciência não implica em nada estar acontecendo! Sob a superfície, estão acontecendo todos os tipos de mudanças, embora seus frutos ainda não se revelem. De fato, se tratamos de forçar uma frutificação prematura, podemos terminar esmagando-as ao invés de colhê-las no momento apropriado. A partir de 18 de outubro até o fim do mês, veremos uma conjunção entre Vênus e o Sol, primeiro em Libra e depois em Escorpio, que nos convida a desfrutar o processo, agora.

Aconteça o que acontecer em nossas vidas, aqui somos exortados a encontrar prazer e nos identificar com a harmonia no lugar da luta, com a paz no lugar da discórdia. Isto é mais fácil de dizer do que fazer, quando a vida nos lança algumas curvas, mas aqui temos a oportunidade de, ao mesmo tempo, fazer e sair do jogo, ao invés de nos aferrarmos às forças entrantes demasiado formidáveis para serem submetidas. Pode ser considerado até irresponsável sentar e tirar uma soneca, quando há tanto que nos chama atenção, mas isso nos reanima! Agora não é momento para ação, mas para criar um espaço no qual se possa tomar decisões efetivas em seu momento, uma vez que nos tivermos reorganizado plenamente e recarregado nossas baterias.
   
A 23 de outubro ocorre um eclipse solar parcial em Escorpio (9:46 PM GMT) em conjunção com Vênus, assinalando ainda mais a necessidade do processo de transformação, de maneira que possamos relaxar e permitir que aconteça o que seja necessário. Este eclipse nos recorda que nem sempre precisamos estar ao timão e que há muito que dizer quando relaxamos e desfrutamos da experiência, ainda quando as coisas se sintam intensas e estejamos certos que DEVEMOS fazer ALGO! Qualquer eclipse solar em Escorpio nos levará a águas profundas, mas este nos oferece um tanque de oxigênio e todo o equipamento para desfrutar do mergulho, ao invés de ficar aterrorizados por isso! Nos recorda que frequentemente é a disposição de abraçar a escuridão que a arroja à luz necessária para navegá-la.

A resistência é inútil, os céus nos dizem isso agora e, embora isso possa soar como uma mensagem agourenta, de fato é esperança, porque significa que podemos soltar, nos iluminar e ainda assim fazer todo o trabalho profundo necessário para um verdadeiro renascimento. Não temos que nos sentir deprimidos quando encontramos os desafios. Podemos nos manter relaxados e encontrar prazer nisso. E, sim, isto é um desafio em si mesmo, mas um que merece o esforço de se enfrentar agora. Podemos descobrir uma forma totalmente nova de cavalgar as ondas de mudança, com um sorriso no rosto…. 

Mercúrio retoma o movimento direto a 25 de outubro, completando sua retrogradação e voltando para onde estava no começo deste mês. O que aprendemos neste ínterim é informação importante, se vamos cumprir os compromissos que fizemos em julho, agosto e setembro. Aprendemos muito sobre a oportunidade neste mês e poderemos ter que repensar nossos planos anteriores para incorporar o que agora sabemos.

Também aprendemos a respeito da necessidade de soberania sobre nosso esquema mental e enfoque da vida. Estas lições também serão importantes ao se revisar os planos para o futuro. Embora a vida não seja um mar de rosas, quando mantemos um nível superior de graça, independentemente do que ocorra, estamos numa posição muito mais forte para avançar e criar a mudança tão necessária, quando for o momento apropriado. E com uma atitude estável e positiva saberemos quando este tempo chega e estaremos prontos para atuar na sequência.  

Quando o mês chegar ao fim (e a temporada de eclipses), nos lembrará que embora seja fácil sentir o estresse dos desafios da vida, uma mudança de perspectiva nos permite acessar a paz em tempos de antagonismo, de prazer em tempos de desconforto e de esperança em tempo de desespero. Alimentar a capacidade de escolher nosso panorama interno, ao invés de ser este a nos ditar a partir dos eventos externos, é uma poderosa força que nos pode acompanhar ao longo de todo tipo de dificuldades. Ao fazê-lo, não se trata de negar a dor ou simplesmente pensar que um pensamento positivo pode enfrentar um negativo.

Reconhecer que a via em toda sua complexidade pode nos proporcionar grande dor e prazer, ao mesmo tempo, esperança e desespero, tudo em um, conforto e desconforto como parte de um mesmo pacote. E sempre temos uma escolha, mesmo nos polarizando num ou noutro ou os abraçando em sua plenitude, conhecendo a vida por dentro e por fora, com um grito de alegria ou com lamento de desespero, além de todo o resto.  
    

Traducción Español: Fara González

Tradução Português: Jana de Paula

Difusão: El Manantial del Caduceo


© Sarah Varcas 2014. Todos los derechos reservados. Se permite compartir libremente este artículo en su totalidad si se otorga crédito total a la autora, se distribuye libremente y se incluye la URL www.astro-awakenings.co.uk

Celebro que Yo soy otro Tú en Amor, Alegría, Conciencia, Prosperidad, Belleza, Verdad y Abundancia. Se agradece la difusión, reenvío, copia, plagio, impresión, tallado en mármol, hurto literario, spam masivo, replicación viral en internet, copy/paste multivariado, envío a redes sociales y antisociales de toda especie, twitteo y blogueo y bueno, eso!

Copyright 2009-2014 *Cyn- El Angelario ©-

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Kryon: Cinco Revelações para a Nova Energia

Canalização de Kryon através de Lee Carroll,

Hamburgo, Alemanha, 13 de Setembro de 2014







Saudações, queridos, Eu Sou Kryon do Serviço Magnético.

Logo antes que meu sócio se ponha de lado, eu o preencho com uma energia, um sentimento de unidade com tudo, paz sobre todas as coisas; e ele quer permanecer ali, mas sempre se põe de lado e me permite entrar. Ele e eu temos um pacto, um acordo para a vida.

Há tanta coisa que eu gostaria de lhes dar! Existe uma coisa chamada terceira linguagem; é difícil descrever, não está na 3D. Nós chamamos de terceira linguagem porque o número três é um catalisador. Em realidade, não é uma linguagem em absoluto; é um conceito, um saber, uma forma de nos comunicarmos com você. Todas as almas antigas compreendem esta linguagem. Vocês se sentam aqui e a terceira linguagem os abraça, os rodeia, os protege, os mantêm seguros durante os momentos que estamos juntos. A terceira linguagem é que lhes diz que isto é uma comunicação real. Fala a você pela parte intuitiva do ser humano; e lhe assegura sobre o que é verdadeiro e o que não é.

Esta manhã, eu disse a vocês que queria lhes dar o que chamaria de axiomas da nova energia. Há coisas a se aguardar, assim que isso comece a funcionar; já dei isso a muitos, mas sempre na linguagem de meu sócio; quero que o ouçam no idioma de vocês, na bela forma em que se está traduzindo e com a integridade do coração que nela se representa.

Querido ser humano: esta não é a Nova Terra de seu avô. Este não é o esoterismo da sua avó; não é a nova energia de seus pais. O que lhe contaram sobre o esoterismo deste planeta está mudando. A única coisa à qual você pode realmente se aferrar é a segurança no amor do Espírito; e que você não está sozinho, aconteça o que acontecer; não importa o que você vê nas notícias nem o que acontece em sua vida pessoal. Alguns de vocês serão postos à prova; não quero dizer de uma forma inadequada, mas de modo a perguntar "você está falando sério? Você é realmente parte desta mudança ou não?" Alguns de vocês tomarão decisões sobre esse tema; alguns já fizeram isso. É hora de a almas antigas ficarem de pé e avançarem. Alguns só estavam nisso de forma marginal; o proclamaram a partir de sua intelectualidade, mas nunca o sentiram no coração. E são os primeiros a dizer "Já terminei". E isso é adequado. Quero que compreendam que o Espírito não julga. Mas, os puros avançarão, os que não têm medo. Esse é você. Eu sei quem está no auditório. Eu sei quem está escutando isso. Aqui há pureza. Aqui há sensibilidade, beleza de pensamento.

Deixe-me dizer-lhe algumas coisas:

Número um: a nova normalidade é a mudança. Para muitos isto é muito difícil. Ainda há alguns que estão esperando que as coisas voltem a ser como eram. Neste salão há curadores que gostariam que tudo voltasse a ser como era. Aqui há alguns médiuns que cruzavam a ponte até um lugar interdimensional, mas a ponte desapareceu. Estão esperando que regresse. Mas não vai voltar. Curador, nunca voltará a ser igual. Quero que compreenda isso e avance. Curador: encontre uma nova energia para a cura, como a que você usava sempre, mas mais poderosa. Médium: quero que re-sintonize uma nova estação que está sendo transmitida para você. É numa frequência mais alta, querido: você tem estado esperando que regresse a frequência velha, não é verdade? Não vai voltar. Busque a nova. É sua. Há tantos trabalhadores da luz nesta situação!

A mudança é a nova normalidade. Justo quando você encontrou essa frequência, tem um novo trabalho. Isto é uma metáfora. Você terá que estar em dia com as mudanças de frequência; estar de acordo com elas. Você não pode sair de uma caixa e entrar em outra. Você vai sair da caixa para uma plataforma móvel e vai saber como se manter nela. A boa notícia é que não será difícil, porque terá as ferramentas. Tudo o que tem que fazer é superar a premissa da mudança.

Imagine que você vai trabalhar e, ao voltar pra casa, descobre que todos os móveis se mexeram e mudaram de lugar enquanto você estava fora. Por si mesmos! Ninguém fez isso! Foram os móveis. Agora, bem: é isto o que lhes digo: RESISTA! – resista à tentação de colocá-los de volta à posição que lhe agradava. Use-os onde estão depois de se mudarem, porque quando você voltar pra casa amanhã será diferente outra vez! Espere isso. Ame isso. Ame isso. Sorria quando acontecer, porque isto é a nova energia. Para que esta energia funcione segundo se vê nos potenciais, você tem que fazer isso rapidamente. Para a alma antiga, mais rápido que nunca. Limpe seu coração. Alguns de vocês sabem o que isso significa. E este era o número um.

Demos canalizações inteiras sobre cada um destes atributos, mas sei que você poderá sentir o básico. Número dois: Não fique horrorizado pelo que acontece no planeta. Isto é uma mudança, uma grandiosa mudança. Os antigos lhe contaram sobre isso; nós lhe contamos. O que você esperava? A resposta é: esperava algo melhor que o que está acontecendo. Quero que se recorde das canalizações dadas no passado, inclusive algumas em seu idioma. Dissemos que viria um tempo em que a baixa energia lutaria por sua vida. Isso é hoje. Se amontoa, se organiza, você a vê muito escura, seu coração se lastima, lhe dá tristeza ver o que os humanos fazem a outros humanos.

Alguns dirão: "Isto não difere dos bárbaros do passado". Têm razão. Está se deixando ver, não é mesmo? Está se mostrando a um planeta amável, não é verdade? Mas não tem oportunidade. Já lhes demos nosso conselho: há formas engenhosas que vocês podem descobrir para tirar os fundos que sustentam essas coisas. Sem dinheiro, não existirão. Creio que verão mais disso. Uma forma pacífica de desarmar a escuridão, mas vocês vencerão. Não se horrorizem pelo que vem agora, porque isso não terminou. 

Queridos, escutem. Se as energias obscuras do planeta querem sobreviver, têm que unir agora e fazer sua melhor tentativa. Sempre existirá a dualidade, os desacordos, são coisas a se esperar, mas não o que você está vendo agora. Isto passará, já verão. Mas, a alma antiga é a que leva o maior peso da luz no planeta, e já lhes dissemos que se têm medo, a escuridão vence. A consciência pode salvar o planeta? Oh, sim! Se um milhão de pessoas se junta e emite pensamentos compassivos, isso mudará o planeta? Oh, sim! Qual é a primeira coisa que a energia escura faz? Escandaliza vocês, os aterroriza – e então ganham, porque no medo não está a unidade com Deus, só há sobrevivência. Não temam! Alma antiga, se ponha de pé, em unidade, sem medo. Esse foi o número dois.

O número três traz boas notícias. Em suas vidas pessoais, muitos de vocês receberão as coisas que têm esperado. Demos um nome a isso: mudança benevolente inesperada. Mudança-benevolente-inesperada.

Agora, bem, isso não é para todos vocês, porque os ciclos de tempo pelos quais vocês transitam são únicos e individuais, e o momento não é o certo. Alguns de vocês ainda atravessam as provas de recalibração, o que pode levar o ano todo. Cada um é diferente. Cada um é amado. Se sentem que estão sendo postos à prova agora mesmo, quero que saibam que os anjos estão a seu lado, chorando cada lágrima que vocês choram, sabendo quem são e que estão atravessando esta mudança que realizam. Sairão do outro lado deste problema particular com mais luz que jamais pensaram que pudessem ter. Com talentos maiores que os que têm agora e a sabedoria que é para sempre.

Muitos de vocês atravessaram a mudança; quero que esperem o inesperado. Já não é hora? Nós dissemos a vocês, esta é a nova era em que os trabalhadores da luz sustentam a luz, não batalham contra a escuridão; avançam com a luz. Estas são metáforas: metáforas da batalha que estão vencendo. Não desesperem quando olharem ao ser redor. Mudança benevolente inesperada. Esse foi o número três.

Número quatro. Nos dissemos isso a vocês muitas vezes. Eu repito: os seres humanos tendem a entrar em caixas de crenças e a alma antiga não é exceção. Como pensam que tudo isso deveria funcionar? Como canalizam? Como leem os gráficos? Como trabalham com sistemas? Há formas corretas e equivocadas de fazer as coisas? A energia é sensível ao que vocês fazem? Há certas coisas que não deveriam fazer? Isso é uma caixa e você está dentro dela. Terá que dispor de uma tolerância como nunca teve antes para se reunir a outros trabalhadores de luz como você, de quem você pensa que fazem as coisas erradas. Você se baseia na tradição, se baseia no que outros disseram. Se baseia certamente no que funcionou para você. Tudo está mudando: você vai ter que derrubar as paredes da caixa. Poderá fazer isso de verdade? Este é o tempo em que lhe pedimos para que se una com todos em todo o mundo, em todos os países, e todos eles aprenderam de maneira diferente de você.

Descarte as diferenças e se una em amor. Essa é a forma como vão vencer. A separação cria inimigos; a separação cria desconfiança. E você sabe! A alma antiga sabe disso, aquele que é trabalhador da luz ilumina o que tem diante de si, para poder ver claramente os demais e também seus próprios passos. Permita que a luz que você leva seja de tolerância, e não de outras pessoas; especialmente para com outras almas antigas e trabalhadores da luz.

Escutem, queridos: há trabalhadores de luz em todos os lugares. Há trabalhadores da luz que usam o hábito da igreja; há trabalhadores da luz em todo o globo usando roupas que nunca imaginariam. Eles creem no que vocês creem: que Deus está em seu interior, que a paz na Terra é possível e que uma mudança se aproxima. Tolerância, não julgar. Esse foi o número quatro.

Com o número cinco, encerramos. Há uma nova forma de difundir a mensagem da luz no planeta. Como você tem feito isso até agora? Você poderia dizer: "Bem, tenho estado trabalhando sobre mim mesmo, leio os livros, me comunico com meu Eu Superior, abro minha pineal, sou curador, sou autor". Tudo isso é bom. Mas o importante, o que vai mudar o planeta, é o que os Mestres lhes disseram que viria. Eu lhe disse o mesmo: isto se trata de como os outros o veem. Você carrega a mestria em sua atitude ou não? Ama os outros como a si mesmo? Você é estranho demais para se estar consigo? Ouça-me: a família sabe disso, os vizinhos o sabem e vocês vão pela rua e os demais os veem com sua caixa estranha e atravessam a rua para evitá-los. Isso acontece com você? É esse seu caso? Assim, você está ajudando o planeta? Você acredita que as pessoas querem ser como você? Está na hora de avaliar quem você é!

O planeta vai mudar com as almas antigas atuando com amor e tolerância, não de forma estranha. Quem você é? Por acaso os Mestres do planeta estavam numa caixa estranha? Oh, não! Onde quer que fossem, todos queriam estar com eles, se aproximar deles. Você é amável? É generoso? Escuta os outros? Quero que pense nisso. Alma antiga, você tem sido treinado para isto. É a coisa mais difícil que você terá que fazer. Começa por sua família. Não queria ouvir isso, não é verdade? O mais difícil que você terá que fazer é amar a família, esses familiares biológicos aparentados com você (ele ri).  Alguns de vocês se deram por vencidos já faz um tempo. Nem sequer se falam muito. Já é hora de mudar isso. Não discutam com eles; lhes permitam ver em vocês o amor de Deus. Isso é fazer brilhar sua luz.

Isso é novo. Há muitas pessoas esotéricas muito comprometidas com sua caixa estranha, a quem seria difícil derrubar as paredes da caixa, mas esta é a tarefa, trabalhador da luz.

Saiam deste lugar  diferentes, como vieram. Permitam que as pessoas saibam quem são pela forma como vocês reagem. Por como atuam com os demais. Por como se amam uns aos outros. Não há luz maior no planeta, e atrairá pessoas de todas as partes. De todas as partes!

E assim é.

Kryon

© Lee Carroll


Desgrabación y traducción español: M. Cristina Cáffaro

Tradução português: Jana de Paula

Sitio autorizado de Kryon por Lee Carroll en español: www.manantialcaduceo.com.ar/libros.htm
Este y otras traducciones al español de Kryon por Lee Carroll las puedes descargar en archivo Word desde el sitio creado para KRYON



segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Atualização da Lua Cheia – 8 de Setembro de 2014

[A Lua Cheia ocorre segunda-feira, 8 de Setembro, às 00:30, Horário de Brasília]

Celebre a mudança em sua vida. Embora seja desafiador e você lute para aceitá-la, celebre-a, celebre de todas as maneiras. Este é um momento para abraçar a mudança e utilizar seu poder para expandir-se para o novo. Também é um bom dia para ancorar o começo de um novo projeto, uma rotina ou um relacionamento. Ou o começo de uma nova fase num projeto, rotina ou relacionamento. Celebre.

Esta lua cheia também é boa para apoiar qualquer compromisso que tenha em relação à mudança, este mês. Se há algo em sua vida que queira mudar, sua intenção comprometida pode ser apoiada por esta lua. Dê um passo em direção ao seu objetivo durante este período.

Bençãos,

Lena

NOTAS ASTROLÓGICAS:


Lua Cheia em Peixes
Sol em Virgo ~ Lua em Piscis a 16°
(Marte, 9 de setembro, 1:38 AM Horário do meridiano de Greenwich) 

Lua de Colheita, em sua plenitude e maturidade água-terra, reflete todos os presentes do verão no hemisfério norte – abóbora, feijão, frutas tardias que pendem pesadamente para compartilhar a abundância de Virgem na Terra.  Uma Lua Cheia feminina em Piscis nos atrai para a unicidade e a compaixão, nos sensibiliza com os reinos sutis do sentimento e o ser, por sua vez, dissolve qualquer separação de nossa própria e verdadeira natureza. A rendição é o portal de acesso ao jardim.

Quíron está em conjunção com a Lua e, assim, nossa viagem de experiência traz a distinção de curar feridas carregadas em nosso corpo emocional e espiritual e, também, se converte nessa força que vincula os níveis físico e cósmico. Quíron se senta entre Saturno e os planetas de frequência superior Urano, Netuno e Plutão. É o vínculo entre a mente coletiva e as energias galácticas no grande além.

Quíron foi um centauro e, como curador e mestre, ensinou o conhecimento xamânico de como curar nos níveis energético e celular; e como curar com o reino das plantas, os seres da pedra e os aliados animais. Quíron enfatiza a integração holística corpo-mente-espírito e envia o buscador ao seu interior, para que se converta em sua própria autoridade e força da verdade. Seria uma coincidência que quando Quíron foi libertado por Júpiter de sua imortalidade e se transformou na Constelação do Centauro, Sagitário, esta data apontasse para os 27° de Sagitário – o centro exato da Galáxia?

Bençãos adicionais neste mapa de Lua Cheia vêm da Lua Cheia/Quíron, sendo um ponto de um Grande Trino de água com Vesta a 16°e Juno a 16°. Vesta é nosso fogo espiritual interno, que enfocamos e dedicamos, primeiro, ao nosso próprio trabalho interno, sublimando o calor da energia Kundalini para nos descobrir a nós mesmos em nosso núcleo mais profundo, que descansa em nossa poderosa conexão com o Espírito. Vesta é onde nos renovamos quando vamos ao interior de nosso templo sagrado e encontramos o significado além dos valores espirituais tradicionais que nos ensinaram. Vesta traz a ampliação contínua das energias sexuais de negação/temores à liberdade total/expressão. Vesta é onde tomamos nossa energia preciosa e nos enfocamos, comprometemos, dedicamos a trabalhar em um sonho, um objetivo valioso. Vesta é esse aspecto de nós mesmos que mantemos como sagrado.     

Juno, que forma a terceira perna do Grande Trino, mantém nossa 'capacidade para o relacionamento valioso'. Ela mantém a necessidade feminina de intimidade e profunda conexão e, nos arquétipos tradicionais, quando estas necessidades não são respeitadas, ela sofre e luta contra a quebra de suas esperanças e sonhos de uma companhia compartilhada e igualitária. Ela é a campeã dos que não têm ninguém. Juno nos enfoca para o crescimento de novas expressões de intimidade, baseadas na verdade, igualdade e união com o outro.

Este Grande Trino Lua/Quíron, Juno e Vesta, fortalece o ressurgimento de nossa consciência feminina. Permitam que Quíron ajude a liberar qualquer coisa que tenham criado em temor e todavia possuam; e recriem sua vida com a ajuda da expressão feminina dos asteroides tão generosamente dotados de suavidade e graça na Lua Cheia.

É um mapa de serviço completo. Se a graça e a suavidade não são as vibrações mais frequentes em sua vida, agora, talvez esteja sentindo algo da elevada tensão dinâmica das múltiplas quadraturas criadas pelo forte aperto coletivo de Urano/Plutão que agora se unem a Juno e Mercúrio. Pode produzir alguma grande limpeza da casa no departamento dos relacionamentos. A verdade necessita se expressar. Lembram-se da frase "A verdade vos libertará"? Bem, definitivamente se aplica agora.

Esta formação do Dedo de Deus de que falei, a respeito da Lua Cheia com Urano na cúspide, se reformulou com Vesta e o Sol ajudando-nos a dar esse salto de consciência e descarregando mais de nossos Eus divinos. Isto é radical. ‘Permitir que a mudança comece comigo’. O que era certo na Lua Nova, segue sendo relevante:

Urano, que é um aliado para fazer grandes mudanças, está na cúspide de um aspecto do Dedo de Deus … acrescentando justamente essa explosão de rompimento, reforma e inspiração necessários para criar o movimento, se a pessoa estiver pronta para um influxo de energia poderoso em sua vida.

Netuno,  regente de Piscis está em oposição a Vênus. À medida que a ágil Vênus vê seu reflexo em Netuno, Plutão e Quíron - entre 10-17 de setembro, temos uma oportunidade para nos amar profundamente e nos perdoar. Valorizar-se como o filho ou filha do Espírito é uma prática muito boa (sorriso interior) e é o prelúdio para avançar até uma consciência superiormente centrada.

Nosso outro mensageiro alado, Mercúrio, estará disparando a quadratura Urano/Plutão entre 9-13 de setembro, para nos pôr em contato com a comunicação de nossa verdade mais profunda.

Nos aceleramos agora até o Equinócio de 22 de setembro. A mudança está no ar em muitas frentes. Mas, uma coisa é certa: o Amor é tudo o que é.

22/9 Equinócio de Outono/Primavera ~ Sol em Libra
22/9 Plutão retoma movimento direto a 10° de Capricórnio até 16 de abril de 2015
24/9 Lua Nova em Libra
4/10 Mercúrio Retrógrado a 2° de Escorpião até 25 de outubro
8/10 Lua Cheia/Eclipse Total da Lua em Áries
(Consultar tabela para ver o horário destes aspectos astrológicos em sua cidade).

Escrito por Patricia Liles  PATLILES@aol.com
por Lena Stevens y Pat Liles
http://thepowerpath.com
5 de Septiembre 2014
Traducción: Fara González López
Tradução para o Português: Jana de Paula
Difusión: El Manantial del Caduceo
http://www.manantialcaduceo.com.ar/libros.htm
https://www.facebook.com/ManantialCaduceo
Estos y otros artículos de interés pueden ser descargados en archivo Word desde el sitio creado en http://www.manantialcaduceo.com.ar/libros.htm para ARTÍCULOS DE INTERÉS
El Manantial del Caduceo agradece a las personas que comparten y distribuyen estos mensajes tal cual se publican, con todos los créditos correspondientes, pues así reflejan su propia transparencia al difundir la luz. Lamentablemente, otras personas no actúan de esa manera y modifican o eliminan los créditos, impidiendo así que sus propios lectores tengan acceso a los sitios donde podrían encontrar mayor información. Vale la pena recordar que todos los sitios individuales que hospeda El Manantial del Caduceo han sido autorizados por los respectivos canalizadores/autores y contienen todo el material con sus traducciones autorizadas.
Estamos en una nueva energía, creando un mundo nuevo. Seamos conscientes de nuestras elecciones. ¿Queremos seguir creando competencias y desazón? ¿O preferimos la colaboración e integridad? Por favor, honremos la labor de cada persona que hace su parte para que nos lleguen estos mensajes, respetando la totalidad de los créditos. Gracias.


terça-feira, 2 de setembro de 2014

Famílias Tóxicas


Por Surá Lillo *

Foto: http://www.huffingtonpost.com/
Uma das coisas mais difíceis na Psicoterapia é integrar toda a dor que nossos próprios familiares nos propiciam, sobretudo quando somos crianças.

Os aspectos culposos e vergonhosos do ser humano se gestam dentro do núcleo familiar; para uma criança vítima de maus tratos ou abusos por parte de seus familiares, isto é um drama que se articula numa multidão de conflitos, ao lado da impotência de se defender e, também, essa necessidade de amor que não pode ser suprida pelas figuras mais importantes para a criança, ou seja, seu pai, sua mãe e, às vezes, os irmãos.

O grande dilema que esta situação gera é a quantidade de raiva e ressentimento que aninham na psique da criança, se vendo obrigada a gostar de seus pais e familiares que os molestam,  apesar dos  abusos ou maus tratos.

Frases como “família só há uma”, “como a família não existe nada” etc., nos levam a crer erroneamente que devemos amar a nossos carrascos. Mas, como pode uma menina amar seu pai, se este abusou sexualmente dela?

A ideia da família perfeita é apenas uma quimera.

Socialmente somos educados a honrar nossos pais, a gostar deles apesar de tudo, mas, quem defende a dignidade a criança?

Crescer num ambiente familiar violento, disfuncional se paga muito caro, pois na idade adulta este aspecto da psique, o Arquétipo do menino-menina ferido nos acompanha ao longo de nossa. Quando este arquétipo está ativos o adulto reage emocionalmente como uma criança, conectando-se com esse desamparo e abandono sofridos na mais tenra infância.

O arquétipo do menino [a] ferido [a] está presente em muitos adultos que de forma inconsciente arrastam esta do às costas. A falta de amor, de reconhecimento que a criança vivencia, ficou gravado em sua psique e só com um processo terapêutico continuado se pode integrar essa terrível ferida na psique.

O estigma deste arquétipo é o medo, a insegurança, o sentimento de abandono, a falta de auto-estima. A manifestação deste arquétipo se articula em doenças relacionadas com o aparelho digestivo, boca (dentes), vícios, bulimia-anorexia, depressão, ansiedade ... bem como em relações baseadas na dependência afetiva.
O arquétipo do menino [a] ferido [a] seria a ponta do iceberg, pois de analisamos o clã familiar, a estrutura que conforma a história de nossos ancestrais, podemos vislumbrar que  a dor não é um ato casual, mas, ao contrário, forma parte de nossa novela familiar, quer gostemos ou não.

Inconsciente Familiar

Para poder compreender e integrar a  realidade familiar dolorosa, temos que ampliar nosso campo de visão. Porque somos o elo de uma cadeia, formamos parte de um clã, onde a dor é como uma testemunha que passa, inexoravelmente de geração em geração.

Do ponto de vista transgeracional (inconsciente familiar) como integrantes de um clã, herdamos aspecto físico, caráter e também herdamos os conflitos não resolvidos de nossos antepassados,  vítimas de vítimas.
Ancelin Schützenber  psicanalista, analista de grupo – uma das primeiras terapeutas que utilizou o psicodrama de Moreno na França – e professora emérita de psicologia na universidade de Nice, em seu livro "Ai, meus ancestrais!", manifesta o modo como herdamos os conflitos, os traumas não curados de nossos ancestrais.

“Somos menos livres do que cremos", diz Anne Ancelin, "mas temos a possibilidade de conquistar nossa liberdade e de sair do destino repetitivo de nossa história se compreendemos os complexos vínculos que foram tecidos em nossa família”.

Assim, repetir os mesmos feitos, datas ou idades que conformaram o drama familiar de nossos ancestrais é, para nós, a maneira de honrá-los e de lhes ser leais.

Quando vivemos situações traumáticas dentro da família, em muitas ocasiões, são os fios invisíveis “inconsciente” que se manifestam dentro do clã, não são fatos “soltos” desconexos, mas, ao contrário, estão conectados com a historia familiar.

Uma criança mal tratada não surge do nada, na maioria dos casos seus próprios pais sofreram abuso e situações dolorosas da parte de seus próprios pais, por exemplo.

Na psicoterapia, é muito comum encontrar pessoas que sofrem as consequências de  ambientes familiares disfuncionais com uma grande carga de dor e de trauma psíquico.

É um erro comum em muitos enfoques terapêuticos levar o paciente a “perdoar”, ato muito nobre, é claro, mais que de pouco serve. Enfocar o conflito desde seu prisma sem haver  liberado, antes, a dor e o ressentimento, sem haver compreendido todo o quadro familiar de onde provimos é um ato estéril do ponto de vista terapêutico.

Anne Miller em sua obra “O corpo não mente” manifesta de que forma esta dupla moral “amarás teu pai e tua mãe” cria na pessoa uma dupla confusão da qual é difícil escapar. Ser “bons” acima de tudo, engolir qualquer tipo de humilhação proveniente de nossos pais e familiares é visto como um ato estóico, mas não nos confundamos, o sacrifício e a humilhação por que temos que passar não nos levará a curar, muito pelo contrário. Aceitar a própria verdade dolorosa dentro do sistema familiar dói, mas negá-la é ainda pior, pois tudo o que se reprime se imprime no inconsciente e se falamos de famílias, estas tampouco escapam da sombra.

Em nosso clã existe uma novela, um drama particular do qual todos os integrantes participam. A sombra na família não é prato predileto para ninguém, mas pero em todas as famílias “se cozinham feijões”.

Em datas comemorativas como os  “aniversários”, muitas pessoas vivem o conflito de ter que se reunir com a “família tóxica”, ou seja, com as pessoas que mais as fizeram sofrer um sua vida.

Nos aniversários há os doces, mas também é o tempo da hipocrisia e do silêncio contido, dos não-ditos, do julgamento, da culpa… Por isso, quanto nos aproximamos destas datas, nossos pulmões entram em colapso, não porque “pegamos um resfriado”, mas porque vivemos um ataque frontal em nosso território ou porque o ambiente está contaminado com o polvilho de assuntos não resolvidos, entre os integrantes da família.

A família perfeita e unida 'vende', mas por desgraça isso não é realidade; através dos meios de comunicação somos contaminados com estas imagens de perfeição que apenas nos levam à frustração, pois não nos vemos refletidos nelas, muito pelo contrário.

Se estamos imersos na dinâmica de uma “família tóxica”, primeiramente devemos aceitar que isso é assim, quer nos agrade ou não.  Muitas vezes é necessário prescrever um distanciamento de nossa própria família para poder viver com um pouco de paz, posto que o foco de conflito se encontra em seu seio e entrar em contato com as pessoas e situações conflituosas pode nos levar a vivenciar de vez em quando, as situações dolorosas.

Nesses casos, o trabalho terapêutico é muito recomendável, pois é no marco terapêutico onde estes vínculos tóxicos e complexos podem ser vistos, sentidos ou pressentidos, já que fora do contexto terapêutico são temas de que não se fala, pela grande dor que acarretam, porque são temas que envergonham, dolorosos, que muitos preferem esconder.

Afortunadamente, devido ao trabalho de pesquisa de muitos analistas e pesquisadores da psique humana podemos hoje em dia ajustar estes vínculos e nossos desejos, para que nossa vida esteja à altura do que desejamos, daquilo que profundamente ansiamos e necessitamos (e não o que se espera de nós) para poder SER.

Aceitar a natureza dual da vida é todo um trabalho de transformação que começa por nós mesmos e o lugar que ocupamos dentro de nossas famílias.

Nos agrade ou não, a vida dói, a família dói, mas o sofrimento, este emerge da negação e repressão da dor, depende de você encarar a vida de frente e se dignificar como pessoa, a sós se for necessário.

A verdadeira cura e transformação da alma nasce de enfrentar  y reconhecer nossa sombra. Depois? …Depois não há mais nada.

* Psicoterapeuta con Obsidiana (SITO) na Psicosomática Clínica (BIONEUROEMOCION)